terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Curso Técnico em Agroindústria


O PROFISSIONAL COM COMPETÊNCIA PARA ATUAR NA INDUSTRIALIZAÇÃO DE ALIMENTOS A PARTIR DAS MATÉRIAS-PRIMAS DA AGROPECUÁRIA”
A Escola Agrícola de Jundiaí – EAJ / UFRN oferece mais uma oportunidade de profissionalização à comunidade: o curso Técnico em Agroindústria, na modalidade subseqüente, para quem já concluiu o ensino médio, e na modalidade integrada ao ensino médio aos candidatos que concluíram o ensino fundamental. As inscrições para o Exame de Seleção são realizadas nas agências dos correios, conforme Edital publicado no início do mês de outubro de cada ano.
Área de Conhecimento
A atividade agroindustrial engloba o processamento das matérias-primas provenientes de explorações agrícolas, aqüícolas, pecuárias, pesqueiras, extrativista e florestais, envolvendo desde processos simples, como seleção, classificação e embalagem, até mais complexos, como transformação das matérias-primas, extração de óleos e princípios ativos e a fermentação. A produção artesanal e tradicional de alimentos também é parte deste importante setor.
A produção agropecuária e da agroindústria alimentar e energética, de importância reconhecida na economia do Rio Grande do Norte, vêm nos últimos anos contribuindo significativamente para que o Estado figure nas primeiras posições em relação ao crescimento de PIB na região Nordeste e numa confortável colocação em nível nacional.
A caprinovinocultura, a bovinocultura leiteira e de corte, a pesca, a produção de camarão, aproveitando extensas áreas litorâneas disponíveis para o cultivo, a fruticultura tropical irrigada, com a produção de melão, a banana, a manga e tantas outras frutas que fazem parte da pauta de exportações do Estado. A agricultura tradicional, também têm destaque no Rio Grande do Norte, a exemplo da cana-de-açúcar, da mandioca, do abacaxi e do caju (pedúnculo e castanha).
Em sintonia com a necessidade de atender a esses setores da economia estadual a Escola Agrícola de Jundiaí / UFRN propõe-se a desenvolver conhecimentos e tecnologias e formar profissionais que possam intervir positivamente no desenvolvimento da agroindústria empresarial e da agricultura e agroindústria familiar, na medida em que viabilize a agregação de valor à produção primária, a utilização sustentável dos recursos disponíveis e a valorização e a manutenção do homem do campo em sua região ou comunidade de origem.
Diante desse contexto e considerando, inclusive, o grande contingente de jovens adultos, com o ensino médio já concluído, mas sem profissionalização, a EAJ oferece a oportunidade destes galgarem a habilitação para uma atuação profissional nos sistemas de produção agroindustrial, incluindo, seleção e controle de qualidade de produtos in natura para o mercado ou processamento, industrias de alimentos, desenvolvimento de produtos alimentícios, técnicos em instituições públicas, privadas e ONGs, prestação de serviço de consultoria, assessoria e assistência técnica e como empreendedor do seu próprio negócio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário